Maternidade e Semana de Aniversário do (e da) Sofi

_ (21)

Olha gente, quem diria…

A maternidade é algo lindo, cansativo, perfeito, preocupante, cheio de amor e de lágrimas, TUDO AO MESMO TEMPO. Quando a gente pensa em ser mãe, o que a gente tem é um pensamento generalizado de tudo o que envolve a maternidade. A gente sabe que vai ter que se doar, que aquele mini ser vai depender de você 100%, que muitas vezes você vai precisar de ajuda SIM, que você vai se preocupar e que sua vida vai mudar completamente. Mas na hora do “vamos ver”, é muito mais do que tudo que você imaginou. É tudo aquilo e mais um pouco. Aquele amor incondicional que você achava exagero, ele existe! Uma pontada no coração por saber que algo aconteceu com ele, seus joelhos amolecendo quando parece que ele vai cair, os sustos que você leva quando ele está mastigando algo que você não sabe o que é, você abdicar das suas necessidades por conta das necessidades dele. E justamente por saberem disso, muitas mulheres não se sentem preparadas para serem mães, o que eu acho extremamente importante entender. Aquela sua tia chata que fica dizendo “E aí? Não vai ter filhos?” nem pára para pensar que talvez você não queira pois tem milhares de planos para concretizar antes de assumir esse compromisso que tomará tudo e mais um pouco do seu ser.

Eu fui mãe com 26 anos, mas não, longe de mim me arrepender. Nunca me arrependi. Mas eu me sentia bem com a idéia de ser mãe… Leia-se: EU. E desde o nascimento dela, não tem um dia que eu não acorde e fique triste se ela não sorrir pra mim. Meu dia começa quando ela acorda (e sorri) e termina quando ela adormece. Minha vida é em função dela e foi aí que eu me dei conta que eu estarei lá, para qualquer hora que ela precisar, involuntariamente, incondicionalmente e irracionalmente.

E em meio das vivências do dia-a-dia materno, eu comecei a dar muito mais valor ao amor da minha mãe por mim. Claro que antes já valorizava isso, mas agora, passando pelas mesmas experiências que ela teve comigo, o reconhecimento é maior. Foi automático. E sou muito agradecida por tudo o que ela fez, faz e fará por mim enquanto ela viver (pois é o único ser no mundo que eu tenho certeza que sempre fará de tudo por mim até o final da vida). Obrigada, mãe. ♥︎

Desde que Sofia nasceu, não tem nem como contar nos dedos as coisas que ela já me ensinou. Me ensinou a ter paciência, me ensinou o amor maior, me ensinou a ter mais empatia, a respeitar o espaço dos outros e principalmente das outras mães, me ensinou a ser leoa. Descobri que tenho sim culhões, para defender quem eu amo (algo que eu achei que não tivesse coragem por ser muito pacifista).

Sou daquelas mães que se alguma coisa a machuca, eu faço o mesmo em mim para (tentar) sentir a mesma dor que ela (estou falando sério, gente! HAHAHAHA) e daquelas que ficam paranóicas com roupa não passada e com hematomas desconhecidos.

Mas a maior loucura disso tudo, é saber que já faz 1 ano que eu sou mãe. 1 ano de sentimentos inexplicáveis, embora pareça que ela nasceu ontem e nem preciso citar que passou muito rápido. Dia 11 meu anjinho faz 1 ano de puro amor, de pura dedicação, pura preocupação, puras alegrias.

11418916_761322427299382_31861347230055122_o

(Fotos tiradas por Daniele Umezaki Sweet Photography)

E mesmo sabendo que é o primeiro aninho dela, não queria uma comemoração com buffet, muitas pessoas, lembrancinhas… Irei apenas chamar algumas pessoas, comprar um bolinho, acender uma velinha, cantar um parabéns, talvez comer umas pizzas… Algo bem singelo.

Mas em comemoração a isso, resolvi fazer uns super descontos na loja virtual!

As peças normalmente são exclusivas, por isso tem apenas 1 peça por produto em estoque. Mas pra você que estava esperando um bom momento para comprar, a hora é essa!! :) APROVEITEM!

semanaaniversario

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *